Fases de uma startup: aprenda com clareza a como tirar sua ideia do papel!

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

9 de março de 2021

Imagem que ilustra post sobre fases de uma startup

Tanto para founders, quanto para investidores é importante entender a jornada do empreendedor da nova economia.

Por isso, trouxemos uma explicação de cada uma das 4 fases de uma startup:

1° Fase: Ideação

A fase da ideação é a primeira da jornada da startup! Nela, o empreendedor percebe a oportunidade. Ou seja, é primordial existir a ambição de conquistar mercado e gerar valor através de um produto ou serviço.

Para sair desta fase é necessário vontade para começar a realizar o processo de criação de startup com propósito. Compartilhar essa ideia com outros empreendedores com habilidades complementares e iniciar o processo de descoberta é o melhor caminho.

Porém, o que acontece na maioria das vezes é que muita gente para por aqui. Não conseguem avançar no processo de brainstorming de ideias.

Por isso é tão importante entender as fases de uma startup para que você possa traçar sua jornada com objetivos e metas mais evidentes.

Imagem que ilustra fase de ideação do post sobre fases de uma startup

2° Fase: Descoberta

Nesta etapa, você precisará descobrir mais sobre o problema a ser resolvido. Assim, a maneira mais assertiva de saber isso é, justamente, conversando com as pessoas.

Isso porque é necessário entender se elas percebem ou sentem essa dor e qual o valor potencial existente, caso uma solução seja descoberta.

Ou seja, o profundo entendimento do problema é mais importante que a solução final em si. Dessa forma, ao compreender a dor existente, suas consequências e o quanto as pessoas pagariam pela solução dessa dor será possível definir o tamanho potencial desse mercado e o quanto ele já é, de alguma forma, atendido por outras empresas.

Segunda imagem que ilustra fase de descoberta do post

3° Fase: Validação

Empresa constituída e com um mínimo produto viável disponível, é hora de validar o produto com o mercado. De que forma? Bom, essa validação será feita com vários experimentos de interação com os clientes.

Assim sendo, o objetivo nesta etapa é adquirir fãs dos seus produtos ou serviços e aprender muito com esse processo.

Seguindo esse modelo, as informações irão moldar o desenvolvimento e estruturação da sua base de clientes.

Terceira imagem que ilustra fase de validação do post

No entanto, muitas empresas acabam indo para um caminho contrário nessa fase. Desenvolvem mais o produto e perdem o foco no desenvolvimento do cliente.

Assim, aprofundar no entendimento da jornada de cada perfil de cliente e na melhor experiência de consumo do produto ou serviço permitirá a criação de uma proposta de valor única.

4° Fase: Escala

Escalar é encontrar um canal de crescimento rápido (dois dígitos de crescimento mês a mês (>10% wOw!!).

Além disso, é necessário observar uma relação eficiente do valor gerado e que será entregue ao longo da vida de relacionamento com o cliente, chamado de LTV (Life Time Value), versus o custo de aquisição desse cliente, chamado de CAC (Customer Acquisition Cost).

Quarta Imagem que ilustra fase de escala do post

Em qual das fases de uma startuo você está?

E aí? Conta para a gente em como lugar da jornada você está e quais são seus passos futuros!

Se você gostou deste conteúdo e deseja aprender mais, basta dar um clique aqui para acessar o nosso blog. Dessa maneira você vai encontrar uma série de informações importantes para tirar sua ideia do papel. Se preferir, entre em contato conosco. Até mais!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

Já parou para pensar quanto vale cada cliente que está na sua base? Quando falamos de valor não estamos lidando com a questão afetiva, mas de cifras. Cada um deles tem um custo e é fundamental para a empresa avaliar se os investimentos geram os resultados esperados....