Pequenas empresas: saiba o que é essencial para alavancar o seu negócio

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

8 de junho de 2022

Pessoas aprendendo sobre pequenas empresas

Muitos empreendedores começam a sua jornada a partir de pequenas empresas. O que eles não sabem é que o tamanho da responsabilidade é grande. Contudo, alguns pontos se tornam mais essenciais para quem está começando a trilhar uma jornada de empreendedorismo.

Dúvidas diversas aparecerão no caminho, afinal, são muitas demandas para responder num negócio que ainda está no seu estágio inicial. Para auxiliar nesse momento, a gestão de pequenas empresas surge como uma bússola guiando os gestores por todos os passos que eles precisarão dar até chegar ao sucesso.

Pensando nisso, a Coti preparou este artigo para compartilhar tudo o que você precisa saber para impulsionar o seu negócio. Fique conosco até o final para não perder nenhum detalhe. Boa leitura!

Quem são as pequenas empresas?

Faz parte da jornada do empreendedorismo aprender um novo vocabulário bem característico cheios de termos que a princípio soam como muitas informações em simultâneo, mas que depois faz muito sentido.

Uma delas é o fato  de que os negócios se dividem de acordo com o seu porte e para cada um deles se atribui um termo. As pequenas empresas não são chamadas assim por acaso. Recebem esse nome porque se trata de uma organização com faturamento anual de até 4,8 milhões de reais por ano ou tem em seu quadro de colaboradores entre 10 e 49 pessoas no segmento de comércio e serviços ou 20 a 29 pessoas na indústria.

É comum confundir as pequenas empresas com microempresas, mas elas possuem características diferentes que as separam nas suas devidas categorias.

Quais são as principais formas de fazer gestão nas pequenas empresas?

Veja agora as principais formas de administração de pequenas empresas e potencialize os resultados do seu negócio.

#01. Analisar a sua concorrência

Um dos segredos do sucesso das pequenas empresas é definir quais serão as estratégias de marketing a aplicar no seu negócio. Mas, para que isso aconteça de forma adequada, dentre várias ações que você deverá tomar, uma delas é conhecer bem quem são seus concorrentes.

É preciso deixar bem claro que é possível haver empresas que atuam no mesmo segmento que a sua, mas que não se enquadram como concorrentes. Bem interessante, não é mesmo? Por isso, há outra forma de saber quem é que está na disputa com você para alcançar o seu público. 

Você pode utilizar uma ferramenta que ajudará a extrair informações precisas dos seus concorrentes para estudá-los: a Análise SWOT. O recurso viabiliza você conhecer as oportunidades, ameaças, força e fraqueza da concorrência.

Aproveite a oportunidade para comparar os dados com a sua realidade e identificar quais pontos na sua empresa necessitam de melhoria. Mas também não deixe de observar quais são os seus pontos fortes e aprimorar cada um deles.

#02. Fazer uma gestão eficiente do estoque

Caso o seu segmento seja na venda de produtos, um dos setores que mais pedem atenção redobrada na hora de fazer a gestão é o estoque. 

É lá que está todo o seu investimento, todos os esforços empregados e incontáveis horas, minutos e segundos que você dedicou para erguer a sua empresa. Se tem produto parado no estoque, é sinal de dinheiro que poderia entrar no caixa, mas o movimento mais importante para isso não tem sido utilizado como deveria.

Quando o seu estoque está organizado, você consegue:

  • Planejar as suas compras ;
  • Calcular o giro dos produtos;
  • Minimizar as chances de utilizar o dinheiro do caixa.

Atente-se para a necessidade de realizar um inventário para o seu estoque. Checar itens importantes como quantidade, identificação e categoria dos produtos guardados são a prioridade da tarefa. É necessário registrar tudo o que entra na empresa, dar baixa de tudo o que sai e constantemente realizar uma conferência em busca de perdas e inconsistências.

Quanto mais você faz a gestão do seu estoque, mais o processo vai se moldando e entregando informações valiosas que servirão para te ajudar na tomada de decisões estratégicas.

#03. Cuidar da saúde financeira do seu negócio

As pequenas empresas precisam ser totalmente rentáveis caso queiram permanecer no mercado por um longo período. Por esse motivo, acompanhar de perto como estão as finanças da organização é tarefa obrigatória do empreendedor.

Para garantir que o controle financeiro da sua empresa seja feito de forma eficiente, além da utilização de indicadores específicos que permitem analisar os números com precisão, você pode relacionar os seus resultados de acordo com a categoria. Dessa forma, a análise se torna mais fácil de realizar e também de compreender.

Os principais indicadores financeiros que precisam ser acompanhados de perto são:

  • Fluxo de caixa;
  • Contas a pagar e contas a receber;
  • Saldos de contas correntes;
  • Recebíveis programados e em atraso;
  • Programação financeira para compras e investimentos;
  • Despesas fixas e variáveis.

#04. Reduzir as despesas

Se todo o dinheiro que você ganha é mal aplicado, é fato que você precisará de uma carga maior de trabalho sem razão para isso. Para evitar que sua empresa caia nesse cenário, o ideal é manter uma boa gestão das finanças para aumentar a rentabilidade mesmo sem elevar o faturamento.

Faça uma lista de todas as despesas que o seu negócio possui. Não importa como o registro será feito. Uma planilha já é o suficiente para você analisar cada informação e verificar a possibilidade de abrir mão de algum gasto, seja reduzindo ou simplesmente eliminando-o da sua empresa.

#05. Priorizar a organização da sua empresa

Gestão e organização são duas tarefas que caminham juntas. Na gestão de pequenas empresas a organização faz toda a diferença. Por isso, tudo deve estar documentado para facilitar a localização sempre que se fizer necessário.

É interessante adotar boas práticas de gestão de pequenas empresas para otimizar os processos internos do seu negócio, como, por exemplo:

  • Organizar os e-mails a partir de pastas; limpar a caixa de entrada e evitar que informações se acumulem;
  • Programar com antecedência todas as campanhas de marketing e vendas, bem como as postagens nas redes sociais da empresa;
  • Estabeleça rotinas de atendimento ao cliente de modo que resulte na padronização e no aumento da qualidade dos serviços prestados;
  • Digitalizar os arquivos e armazená-los na nuvem para que você ou qualquer outra pessoa que necessite utilizá-los tenha mais mobilidade;
  • Fazer um inventário de todos os locais onde estão armazenadas as informações da empresa. Registre todas as informações para que você e os demais consigam localizar qualquer documento sempre que necessário.

Conclusão

As pequenas empresas, por menor que sejam, não estão isentas de adoção de processos que culminam na melhoria dos resultados. Por mais que o seu porte delimite algumas questões bem específicas, elas não estão livres das responsabilidades que abrangem as demais .

Quanto mais organizadas são as pequenas empresas, maiores são as chances de crescimento delas. Contudo, é preciso entender a importância de cada passo dado e seguir reproduzindo as melhores práticas do mercado para colher os melhores frutos.

Esperamos que você tenha gostado deste conteúdo. Para mais temas relacionados à gestão de empresas, basta seguir o nosso blog. Semanalmente, há sempre um novo post trazendo temas relevantes que ajudarão o seu negócio a ir muito mais longe. Nos vemos na próxima publicação. Até mais!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Se você está pensando em trilhar pelo mundo das startups há muitas informações essenciais que não devem passar despercebidas. Não basta apenas ter uma ideia julgada inovadora, é preciso saber se de fato ela atenderá as necessidades do mercado. Além disso, existem...

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

Empreender não é uma tarefa fácil, mas com as ferramentas adequadas e o conhecimento sobre como fazer a gestão do seu negócio é possível alcançar os melhores resultados. Se você deseja saber como gerenciar cada fase da sua startup, este post foi feito especialmente...

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Uma aceleradora de empresas é uma organização com foco em alavancar o potencial de crescimento que um negócio possui. Esse tipo de empresa integrou o universo empreendedor há pouco tempo, mas sua relevância é imensurável. Geralmente ela é formada por empreendedores e...