OKR: veja o que não te falaram sobre esta metodologia

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

7 de março de 2022

Mulher estudando a prática do OKR

Para uma empresa conseguir um bom desempenho no mercado atual, é fundamental que os seus gestores invistam em uma estratégia de gestão que seja, de fato, bem consolidada. Caso contrário, as chances da empreitada se deparar com dificuldades são infinitamente maiores, o que significa que os empreendedores devem ficar atentos.

No caso do OKR (Objectives and Key Results), ou Objetivos e Resultados-Chave em tradução livre, as organizações que recorrem a essa metodologia de gestão têm muito a ganhar, e é por isso que diversas empresas do Vale do Silício utilizam esse modelo. De maneira resumida, pode-se dizer que OKR é uma fórmula que contribui bastante para a definição de metas.

Embora uma grande parte dos gestores tenham consciência da importância da utilização de metodologias de gestão bem consolidadas, nem todos eles aplicam alternativas realmente eficientes em seus modelos de negócios, o que acaba justificando o baixo desempenho das suas empresas em um mercado cada vez mais competitivo.

Ou seja, é necessário ter em mente que, por mais que planejar e executar pareçam algo simples em um primeiro momento, não é bem assim que acontece na prática.

Desta maneira, não deixe de ler esse texto até o final para descobrir diversas informações importantes sobre a metodologia OKR, além de compreender se esse modelo é exatamente o que a sua organização precisa.

Tenha uma boa leitura!

Em primeiro lugar, o que é OKR?

Sendo utilizado pelo Google desde 1999, o OKR é uma metodologia de gestão que possui o objetivo de facilitar a maneira de encarar os chamados “Objectives and Key Results”, ou seja, os principais objetivos de uma organização. O método foi criado por Andrew Grove, ex-CEO da Intel.

Ao longo do tempo, o OKR passou a ser considerado um modelo de gestão de alto desempenho que foca na busca pelos melhores resultados. Mas, para isso dar certo, a metodologia deve ser simples o suficiente para que todos os colaboradores da empresa compreendam e sintam-se motivados a alcançar os objetivos propostos.

Isso significa que, quando os OKRs são aplicados corretamente, eles funcionam como um instrumento de comunicação interna, já que as equipes passam a ficar mais alinhadas por meio dos objetivos que estão atrelados à cultura organizacional da empresa.

No caso do Google, a empresa tinha apenas 40 funcionários em 1999, mas hoje conta com mais de 120 mil profissionais. E como a empresa é uma das mais importantes da atualidade, esses 120 mil colaboradores são uns dos melhores que o mercado possui e estão espalhados por diversas partes do mundo. Assim, podemos afirmar que o OKR pode ser utilizado tanto por empresas menores, ou que estejam iniciando suas atividades, quanto por multinacionais.

O melhor de tudo é que essa metodologia contribui bastante para elevar a produtividade das organizações, além de ajudar a reduzir a tensão no ambiente de trabalho. Embora os objetivos possam ser alcançados de maneira individual ou coletiva, os profissionais precisam compreender seus objetivos e saber como alcançá-los, o que vai permitir que esforços desnecessários não atrapalhem os processos do negócio.

Como a metodologia OKR funciona?

Agora que você conhece a metodologia OKR melhor, chegou o momento de entender como ela funciona.

Vamos lá?

Objectives:

Como você já deve imaginar, os objetivos servem para gerar um norteamento mais claro do que o seu negócio quer conquistar. Desta maneira, esses objetivos devem ser elaborados de uma maneira que torne claro aquilo que é almejado, engajando os envolvidos na missão.

Se é um objetivo prioritário oferecer um suporte extraordinário aos clientes da sua empresa, por exemplo, é preciso assegurar que todos os colaboradores da sua equipe estejam engajados e informados. Assim, todos os alvos são claros e específicos, o que deve ocorrer sem que haja dúvidas de qual deve ser o foco.

No entanto, os objetivos ainda dependem do key results para serem cumpridos, uma questão extremamente importante para as metas serem, de fato, atingidas da melhor forma possível.

Key Results:

Em tradução livre, key results significa “resultados chave”. Essa parte do planejamento é composta por objetivos menores e imprescindíveis para chegar ao alvo principal.

Torna-se muito mais complicado alcançar os objetivos em questão sem os key results. Na prática, eles servem de parâmetro para esclarecer o quão perto a sua empresa está de atingir as metas, contribuindo para medir o andamento de alcance dos objetivos.

O mais recomendado é ter entre dois a cinco resultados chave. Além disso, você precisa ter em mente que todos os key results são quantitativos e mensuráveis.

Vamos usar o mesmo exemplo anterior e supor que o objetivo da sua empresa seja oferecer um suporte extraordinário aos clientes, certo? Pois bem, os key results podem entrar em cena da seguinte maneira:

  • KR #1: utilizar a tecnologia para que o autoatendimento seja viabilizado em questões mais corriqueiras;
  • KR #2: reduzir em 80% o tempo de espera em todos os canais de atendimento;
  • KR #3: manter a taxa de resolução sempre acima dos 90%;

Deu para perceber como cada objetivo principal possui uma série de metas secundárias fundamentais para o seu alcance, não é verdade? O papel desses objetivos secundários não deve ser esquecido ou deixado de lado em nenhum momento.

Quais empresas utilizam a metodologia OKR?

Se você acreditava que apenas as empresas do Vale do Silício utilizavam a metodologia OKR, saiba que você está completamente enganado. O modelo conquistou gigantes do mundo corporativo, mas ganhou uma importância enorme também para as empresas menores.

Google, Twitter, Spotify, Airbnb, Linkedin e Walmart são apenas algumas empresas que recorreram ao OKR na busca por alavancar os seus desempenhos no mercado. E como foi falado anteriormente, o mercado está se tornando cada vez mais competitivo, o que significa que as organizações precisam encontrar métodos realmente eficazes para aprimorar os seus processos.

Na verdade, sem um modelo de gestão bem definido, torna-se muito mais difícil se manter competitivo no mercado atual, e não é isso o que você quer para a sua empresa, não é verdade? Portanto, não deixe para depois e faça, o quanto antes, a implementação de uma boa metodologia de gestão na sua organização. Com o passar do tempo, você vai perceber que fez uma excelente escolha para garantir uma melhor saúde do seu negócio, já que vai estar optando pelo caminho mais eficaz para alcançar os objetivos almejados.

Porém, será que a minha empresa se enquadra no perfil que consegue se beneficiar com a metodologia OKR? De fato, esse modelo pode não ser a melhor escolha para algumas empresas, como em indústrias tradicionais, em que o ciclo de produção é bastante longo.

A boa notícia é que para esses casos, onde existem ciclos mais longos, outras metodologias tradicionais são bem-vindas, como o Gerenciamento por Diretrizes. Isso não significa que o OKR deva ser completamente descartado por essas empresas. Muito pelo contrário. A metodologia pode fazer uma enorme diferença para alavancar os resultados de alguns setores, como marketing, inovação e tecnologia. Ou seja, ela pode ser utilizada em setores específicos, ainda que a sua empresa atue com processos demorados.

E aí, o que você achou da metodologia OKR? Caso tenha gostado desse conteúdo e queira aprender mais, basta dar um clique aqui para acessar o nosso blog, onde você vai encontrar uma série de outras informações importantes. Além disso, se você deseja saber mais sobre o nosso trabalho, basta clicar aqui.

Até mais!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Se você está pensando em trilhar pelo mundo das startups há muitas informações essenciais que não devem passar despercebidas. Não basta apenas ter uma ideia julgada inovadora, é preciso saber se de fato ela atenderá as necessidades do mercado. Além disso, existem...

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

Empreender não é uma tarefa fácil, mas com as ferramentas adequadas e o conhecimento sobre como fazer a gestão do seu negócio é possível alcançar os melhores resultados. Se você deseja saber como gerenciar cada fase da sua startup, este post foi feito especialmente...

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Uma aceleradora de empresas é uma organização com foco em alavancar o potencial de crescimento que um negócio possui. Esse tipo de empresa integrou o universo empreendedor há pouco tempo, mas sua relevância é imensurável. Geralmente ela é formada por empreendedores e...