Saiba o que é retenção e como manter o cliente mais próximo da sua startup

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

25 de janeiro de 2022

Pessoa sabendo o que é retenção e praticando

Muitos empreendedores acabam se perguntando como manter os clientes mais próximos da sua empresa, mas eles nem sempre encontram a resposta certa para essa pergunta.

Em decorrência disso, a retenção de clientes pode não ser cogitada, mesmo sendo um mecanismo capaz de fazer uma enorme diferença positiva para os mais diferentes tipos de negócios, o que inclui as startups.

Na prática, ao investir na retenção de clientes, as empresas conseguem aumentar a lucratividade por meio da fidelização. Ou seja, esse método ajuda a manter um relacionamento positivo e mais duradouro com os consumidores de uma determinada empresa.

Isso contribui para que esses clientes permaneçam com a empresa durante a maior quantidade de tempo possível.

O que muitos gestores não sabem é que os consumidores recorrentes possuem uma maior probabilidade de converter quando comparamos aos clientes de primeira viagem. Principalmente se levarmos em conta os benefícios gerados por essa lealdade.

Portanto, a retenção de clientes deve ser enxergada como uma prioridade para os empreendedores que estão inseridos em um mercado cada vez mais competitivo.

Afinal de contas, uma maior lucratividade é algo constantemente buscado pelos mais diversos gestores, não é verdade?

Sabendo disso, confira agora o que é retenção de clientes, seus benefícios e como manter os consumidores mais próximos da sua startup.

Boa leitura!

Primeiramente, o que é retenção de clientes?

Vamos supor que você seja usuário de um plano oferecido em uma determinada operadora de celular, certo? Pois bem, por algum motivo, você está querendo cancelar esse plano e precisa entrar em contato com essa operadora para efetuar o cancelamento.

No entanto, ao entrar em contato com a operadora, o atendente oferece para você um plano mais atraente ou equivalente por um preço menor.

Se você já passou por isso, assim como boa parte das pessoas, saiba que esse método é uma das estratégias de retenção de clientes. Contudo, esse é um exemplo mais agressivo desse conceito, mas que não deixa de ser uma prática extremamente comum nos dias atuais.

Quando falamos em retenção de clientes, podemos observar na prática que se trata da fidelização de clientes, uma das coisas mais buscadas por empreendedores que atuam nos mais diferentes modelos de negócios no mercado atual.

E como você deve imaginar, essa fidelização pode ocorrer por meio de muitas maneiras, o que acaba variando de acordo com as necessidades de cada empresa.

Como foi falado anteriormente, a retenção de clientes contribui para aumentar a lucratividade dos negócios. Isso ocorre porque, ao construir uma base de clientes fixos, esses consumidores pensam na sua empresa sempre que necessitarem do produto ou serviço oferecido pelo segmento em que ela está inserida.

Desta maneira, caso você queira aumentar a lucratividade do seu negócio, saiba que a retenção de clientes é uma das melhores formas de fazer isso. Mas, para dar certo, busque vender mais para os seus clientes fiéis, já que eles podem proporcionar taxas de conversões mais altas quando comparamos aos clientes novos.

Contudo, isso não significa que o gestor deve focar somente nos clientes que já utilizam os produtos ou serviços da empresa, deixando de lado a busca por novos clientes. Muito pelo contrário. A busca por novas fidelizações deve ser uma prática constante.

Além disso, para evitar que os consumidores fujam da sua empresa em um mercado extremamente competitivo, é necessário utilizar os métodos corretos para que eles tenham uma boa experiência durante todas as etapas do processo de compra.

Mas, afinal, como colocar a retenção de clientes em prática na minha startup?

Agora que você já sabe o que significa, de fato, a retenção de clientes, chegou o momento de partir para a prática e, assim, manter os clientes mais próximos da sua startup.

Vamos lá?

1- Sempre busque conhecer melhor os seus clientes

Antes de qualquer coisa, você precisa encontrar os melhores caminhos para conhecer melhor os consumidores da sua startup. Sem conhecer bem o público que a sua empresa precisa atingir, ficará muito mais difícil garantir uma satisfação dessas pessoas, você não concorda?

Para isso, você pode contar com o auxílio de algumas ferramentas tecnológicas da informação, como os softwares de CRM. Ao fazer isso, a sua startup conseguirá trabalhar os dados coletados de muitas maneiras.

Por exemplo, é possível dividir os consumidores em grupos específicos e tratar de formas diferentes cada um desses grupos.

Isso significa que a sua empresa vai oferecer o produto ou serviço certo, no momento certo, pelo preço certo e para o cliente certo, o que vai servir para aumentar as chances de fidelização.

É a partir disso que a retenção de clientes vai começar a se tornar uma realidade. Afinal de contas, como não fidelizar um cliente oferecendo o que ele precisa em um momento oportuno? Essa medida evita que ele vá procurar na concorrência o que pode ser oferecido por sua startup.

2- Garanta que os canais de relacionamento estão contribuindo da melhor forma possível

Os canais de relacionamento são extremamente importantes para alavancar a retenção de clientes. De nada adianta fazer um alto investimento em estrutura, por exemplo, mas não assegurar um bom atendimento ao público.

Se a sua empresa investe em um site, e ele não funciona direito, com certeza isso vai contribuir para aborrecer o cliente.

Da mesma maneira, se você constrói um ponto de vendas totalmente sofisticado e atraente, você não pode se esquecer de garantir o melhor atendimento possível para os consumidores.

Na prática, o bom atendimento precisa ser enxergado como uma prioridade para qualquer empresa que queira se destacar no mercado. O consumidor quer se sentir bem em todas as etapas do processo de compra.

Quando uma empresa consegue fazer com que o seu cliente se sinta especial ou até mesmo único, dificilmente ele vai querer trocar a sua marca por outra. A menos que uma outra organização consiga oferecer uma experiência melhor que a da sua empresa.

3- Busque surpreender os consumidores

Quem não gosta de ser surpreendido positivamente, não é verdade? Ao surpreender os consumidores da sua startup, a taxa de retenção dos clientes vai aumentar de forma bastante significativa.

Com a alta competitividade existente no mercado atual, surpreender os clientes vem se tornando uma prática importante.

Ou seja, oferecer uma boa experiência não deve ser uma tarefa trabalhada de maneira isolada. Precisa-se, a todo momento, fazer com que a sua empresa seja lembrada positivamente.

Portanto, esteja sempre disponível para os seus clientes, utilize as datas comemorativas para mostrar que ele é lembrado e produza conteúdos realmente relevantes para eles. Essas são apenas algumas medidas que vão ajudar a surpreender os seus consumidores.

4- Não deixe de ouvir os clientes da sua startup

Por fim, mas não menos importante, é necessário ouvir os clientes para que eles tenham uma experiência ainda mais completa.

Isso significa que a sua startup não deve esperar as reclamações chegarem até ela, mas correr atrás delas. É aí que entram o SAC, urnas de sugestões, pesquisas e por aí vai. Além disso, você pode incentivar seus colaboradores a perguntarem aos consumidores como está sendo a experiência com a empresa. Quanto mais vias de comunicação, melhor.

E aí, o que você achou de tudo isso? Caso tenha gostado desse conteúdo e queira aprender mais, basta dar um clique aqui para acessar o nosso blog. Até mais!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

Já parou para pensar quanto vale cada cliente que está na sua base? Quando falamos de valor não estamos lidando com a questão afetiva, mas de cifras. Cada um deles tem um custo e é fundamental para a empresa avaliar se os investimentos geram os resultados esperados....