MVP: aprenda como desenvolver o mínimo produto Viável do seu negócio

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

7 de julho de 2022

MVP conheça os seus diferenciais

Você já ouviu falar em MVP? Será que a sua empresa necessita de um?

Talvez você não saiba responder porque não conhece, mas estamos aqui para falar sobre e tirar dúvidas sobre o tema.

Empreender é uma grande jornada de aprendizados. No meio do processo, você descobre uma série de recursos para ajudar na gestão do seu negócio. O MVP é um desses, uma metodologia bastante difundida entre empresas do ramo tecnológico, mas que também abrange outras organizações de segmentos diferentes.

Para saber o que é e como desenvolver o MVP no seu negócio, é só continuar a leitura deste post que preparamos especialmente para você. Boa leitura!

O que é MVP?

MVP é uma sigla para a expressão inglesa Minimum Viable Product, Mínimo produto Viável, em português. Trata-se da versão mais enxuta de um projeto agrupando as informações mais essenciais e que o tornam totalmente aplicável no mercado. Para que isso aconteça, basta o mínimo de esforço empregado, seja em recursos ou em desenvolvimento.

Isso não significa que a versão mais básica do projeto seja a mais adequada para lançamento, apenas uma versão que viabilize o lançamento oficial tão logo possível.

Para definir o MVP é preciso cumprir diversas etapas com o objetivo de garantir um produto que atenda a todos os requisitos de um lançamento, capaz de enfrentar todos os riscos característicos.

Em outras palavras, queremos dizer que antes de um projeto ser lançado, é necessário validá-lo  para que , ao chegar no mercado, ele seja capaz de solucionar todos os problemas do seu público conforme proposto na ideia inicial.

É preciso deixar bem claro que o MVP não se trata da versão inacabada de um produto ou serviço para validação. Como mencionamos inicialmente, é a versão mais enxuta do projeto disponível para testes, estudando todas as hipóteses sobre ele antes do seu lançamento oficial.

Características do MVP

Antes de listarmos as características do MVP, vamos falar sobre as 3 palavras que compõe o termo:

  • Minimum – simboliza o tamanho ou o tempo, sempre considerando o mínimo possível;
  • Viable – que seja considerado um projeto viável de forma que venha a agregar valor o suficiente para atender às necessidades do público e, consequentemente, gerando lucratividade, entre outras coisas de interesse das partes envolvidas;
  • Product – produto, serviço, organização ou marca – projeto apontado pela finalidade e concordância que entrega ao mercado.

Sendo assim, um MVP possui as seguintes características:

  • Se origina de um planejamento estratégico com ações que visam a sua definição;
  • Econômico em todos os âmbitos (financeiro, tempo e desenvolvimento);
  • Viabiliza o despertar do interesse do público através da qualidade oferecida;
  • A manutenção da utilização é uma sugestão dos benefícios contidos na solução (produto ou serviço);
  • O feedback se torna um processo constante, garantindo oportunidades de melhorias.

Quais as vantagens de utilizar o MVP na sua estratégia?

Aplicar o MVP no seu negócio oferece diversos benefícios, entre eles:

  • Minimizar custos;
  • Resposta do mercado em relação ao que foi apresentado;
  • Validação de hipóteses;
  • Identificação e correção de falhas;
  • Alto índice de sucesso;
  • Aumento da percepção sobre o cliente.

Tipos de MVP

Um MVP pode ser descrito de acordo com o seu grau de fidelidade, o que causará impacto direto no seu formato. Quanto menor o grau de exigência, maior a proposta de simplicidade da proposta, que valida os princípios mais básicos.

Sendo assim, temos quatro tipos de MVP:

  • MVP fumaça: quando a validação da ideia ocorre rapidamente, seja através de uma landing page ou de outro tipo de conteúdo totalmente explicativo;
  • MVP protótipo: trata-se da construção de um protótipo para aplicação de testes junto ao público. O formato fica a critério dos empreendedores, de modo a considerar o perfil do público beneficiado;
  • MVP concierge: tem como objetivo a conquista dos primeiros clientes a partir de um tratamento diferenciado e totalmente personalizado;
  • MVP Mágico de Oz: é a operação na sua fase que antecede a automação, onde todos os processos e ajustes ocorrem manualmente.

Criando um MVP em 7 passos

Estamos quase chegando ao fim do conteúdo, mas antes disso não sairemos daqui sem compartilhar com você o passo a passo para desenvolver o MVP no seu negócio. Acompanhe a seguir os 7 passos para aplicar o MVP na sua empresa.

#01. Forme uma equipe

O primeiro passo para desenvolver um MVP no seu negócio é montar uma equipe composta de profissionais capazes de entregar uma visão completa sobre o produto ou serviço que a sua marca pretende lançar.

Seu time deve ter conhecimentos específicos, sendo os técnicos considerados os principais. Isto é necessário para que haja a garantia de que o projeto não apenas seja viável, como também seja aplicado de forma simples e escalável.

É importante que a sua equipe também esteja a apta a:

  • Realizar análises financeiras;
  • Monitorar a experiência do usuário;
  • Garantir o atendimento às necessidades dos clientes.

#02. Compreenda qual é a dor do seu cliente

A sua ideia pode ser incrível, mas ela só terá a validação e o valor necessários para ser capaz de resolver os problemas dos clientes.

Tenha a certeza de que a sua solução é algo que vai trazer inovação ao mercado, sanando dores já existentes, mas nunca resolvidas por outras empresas. Do contrário, seus investimentos serão apenas perda de tempo.

#03. Estabeleça o seu produto

Faça uma reunião com pessoas indispensáveis ao seu projeto. Elas certamente terão uma opinião segura a respeito daquilo que você pretende lançar.

O ponto de vista mais importante diz respeito à percepção do cliente quanto à sua solução e se ela atende às necessidades dele. Com isso, é possível definir as principais características do seu produto/serviço.

É preciso estabelecer quais são todas as utilidades da sua solução, de modo que toda a sua utilidade fique bem clara para todos sem a necessidade de descrever tudo aquilo que ela não faz.

#04. Remova os excessos

A proposta da MVP é a validação  de protótipos, mas também atua na otimização de diversos processos.

Aproveite o momento para tirar de campo todos os excessos que podem afetar negativamente o projeto. Quanto mais enxutas estão as coisas, melhor para todos os envolvidos.

#05. Aplique o MVP

Conforme as validações do MVP vão acontecendo, paralelamente, comece a colocar em prática o seu projeto.

Faça tudo isso conectado com o tipo de MVP mais adequado com o perfil do seu negócio.

#06. Defina objetivos

O que o seu negócio deseja alcançar aplicando o MVP?

Para garantir o êxito da metodologia, é necessário estabelecer metas diretamente relacionadas com a produção e também com a divulgação do seu projeto.

Quando você define os objetivos é mais fácil mensurar os resultados. Isso significa que o MVP está deixando o seu negócio cada vez mais próximo de alcançar aquilo que você almeja a partir dele.

#07. Aprimore o seu produto constantemente

Saber que o seu público aprova totalmente a sua solução não é motivo para você não se preocupar em melhorias e aplicá-las para que o seu produto/serviço se torne cada vez mais interessante.

Mesmo após o lançamento, continue realizando as validações para entregar uma solução eficiente ao seu público. Não espere que os pontos de melhoria sejam sinalizados por eles. Trabalhe em prol de alcançar a excelência todos os dias.

Conclusão

O MVP é uma ferramenta indispensável para validar a eficiência de um produto ou serviço antes mesmo do seu lançamento. A medida é para evitar desperdícios de recursos e a rejeição do cliente com uma solução que não atenda às suas necessidades e expectativas.

Gostou do conteúdo? No nosso blog tem muito mais esperando por você. Acompanhe e fique por dentro do universo corporativo através dos nossos artigos. Até mais.

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

Lean Startup: como aplicar a metodologia para atingir o sucesso

Lean Startup: como aplicar a metodologia para atingir o sucesso

Não existe fórmula mágica ou receita pronta para o sucesso de uma empresa, mas há ferramentas que as ajudam a chegar lá. Uma delas é o uso de metodologias, como a Lean Startup. Para quem está começando a explorar o mundo das startups, conhecer essa metodologia é...

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Se você está pensando em trilhar pelo mundo das startups há muitas informações essenciais que não devem passar despercebidas. Não basta apenas ter uma ideia julgada inovadora, é preciso saber se de fato ela atenderá as necessidades do mercado. Além disso, existem...