Tudo o que você precisa saber sobre empreendedorismo social

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

21 de fevereiro de 2022

Pessoa aprendendo e explicando sobre empreendedorismo social

Você já parou para imaginar o quanto seria incrível construir um negócio que venha a causar impactos positivos na sociedade em que vivemos? Pois bem! Por meio do empreendedorismo social, isso é possível.

Nem sempre pensar apenas no lucro será a melhor alternativa. Afinal de contas, os consumidores estão cada vez mais preocupados com os problemas existentes na sociedade, e as empresas que conseguem contribuir de alguma forma na redução desses problemas acabam ganhando uma admiração por parte das pessoas.

Desta maneira, tenha em mente que a responsabilidade social pode fazer com que o seu negócio ganhe uma enorme relevância em uma sociedade extremamente carente de oportunidades. Ao contrário do gestor “comum”, que coloca uma empresa no mercado visando a obtenção de lucro, o empreendedor social não tem essa prioridade. Esse formato de empresa busca agregar valor através de benefícios transformacionais em uma grande escala, ou seja, a prioridade consiste em levar benefícios significativos para a sociedade em geral.

As organizações que estão inseridas nesse contexto normalmente promovem ações que geram melhorias na realidade das pessoas e em comunidades vulneráveis. A boa notícia é que as ações desse tipo podem ser colocadas em prática por meio de diversas maneiras, como em tratamentos de saúde, capacitações profissionais, oportunidades de trabalho e até mesmo na preservação do meio ambiente.

Se você deseja construir uma empresa que contribua significativamente para melhorar a sociedade em que vivemos, não deixe de ler esse texto até o final para conhecer melhor como funciona o empreendedorismo social.

Boa leitura!

O que diferencia o empreendedorismo social do empreendedorismo comum?

Como foi falado anteriormente, o lucro é um dos fatores que diferenciam o empreendedorismo social do empreendedorismo “comum”. Enquanto o lucro é o propulsor do empreendedorismo para a maioria das empresas existentes atualmente, os negócios inseridos no empreendedorismo social possuem o objetivo de contribuir para tornar a sociedade melhor.

Ou seja, os empreendimentos comuns buscam constantemente atender a mercados que conseguem pagar pelo produto ou serviço que está sendo oferecido. Desde as etapas iniciais de planejamento, o modelo comum é coberto por expectativas dos seus gestores e investidores para a geração de lucros. Isso significa que a geração de lucros é uma condição fundamental para a permanência dessas empresas no mercado.

Por outro lado, o empreendedorismo social não possui a finalidade de gerar lucros financeiros para os seus investidores ou para si mesmo. Em grande parte dos casos, os investimentos desse modelo são oriundos de organizações governamentais ou filantrópicas. Caso ainda não tenha ficado claro, saiba que o empreendimento social reúne gestão, inovação e criatividade para elaborar planos que contribuam para a transformação da sociedade ou de pessoas.

No entanto, por mais que os ganhos financeiros não sejam o principal objetivo de uma pauta social, eles podem surgir como uma consequência do sucesso do produto ou serviço que está sendo oferecido. Assim, o empreendedorismo social pode ser organizado com ou sem fins lucrativos. Mas, quando o lucro aparece, o mais comum é utilizar esses recursos para melhorias ou compensações das despesas do projeto.

Qual é o impacto gerado pelo empreendedorismo social na sociedade?

Se o objetivo do empreendedorismo social consiste em ajudar a sociedade, sem sombra de dúvidas ele gera um enorme impacto positivo na melhoria dos mais variados processos existentes na sociedade em que vivemos.

Na prática, os empreendedores sociais estão transformando diversas comunidades ao redor do mundo por oferecer cursos de capacitação, empregos, alimentos, melhores condições de vida e por aí vai. Além disso, como estamos inseridos em um mundo cada vez mais tecnológico e inovador, muitas ações se destacam por unir transformação digital, inovação e geração de valores.

Dando oportunidades do tipo para pessoas que carecem de informações ou acolhimento, os empreendimentos sociais estão conseguindo tornar a sociedade mais justa e igualitária. Afinal de contas, nem sempre as políticas públicas conseguem chegar a todos os indivíduos que necessitam, ainda mais em um país do tamanho do Brasil. E sem uma oportunidade como essa, as pessoas podem passar o resto das suas vidas na miséria.

É exatamente por isso que o empreendedorismo social está se tornando uma demanda crescente. As empresas estão cada vez mais comprometidas em ajudar a sociedade, sejam elas com finalidades lucrativas, ou não.

Como o empreendedorismo social é formado?

Agora que você já conhece o empreendedorismo social melhor, chegou o momento de compreender como ele é formado, não é verdade? Pois bem! Por mais que muitas pessoas não saibam, ele é composto por três componentes principais.

Vamos conferir cada um deles?

O primeiro componente consiste na identificação de um equilíbrio estável, sendo ele injusto e causador da exclusão, marginalização ou do sofrimento de uma parcela da sociedade que não usufrui dos mesmos benefícios presentes na vida da grande maioria das pessoas. Assim, essa identificação deve ocorrer sempre levando em consideração se as pessoas a serem ajudadas carecem de alternativas financeiras ou de influência política para atingir benefícios transformadores para si.

Após isso, chegou a vez da identificação de uma boa oportunidade que venha a suprir determinadas necessidades desse grupo inserido em um equilíbrio injusto. É a partir disso que a hegemonia do estado estável é, de fato, desafiada, já que entra em cena o desenvolvimento de uma preposição de valor social, levando fortaleza, inovação, inspiração, ações diretas e por aí vai.

Em seguida, vem o terceiro, e último, componente principal. Ele envolve a criação desse novo equilíbrio estável, liberando o potencial antes inexplorado e minimizando o sofrimento do grupo anteriormente escolhido. Isso é feito por meio do desenvolvimento de um ecossistema estável, e ajuda a garantir um futuro melhor para uma camada da sociedade que carece de oportunidades.

No entanto, o grupo escolhido não é o único beneficiado. A sociedade inteira ganha com ações como essa, principalmente se levarmos em consideração que a falta de oportunidades pode gerar inúmeros problemas sérios na sociedade, como o aumento da criminalidade.

Conclusão

Em um país do tamanho do Brasil, o empreendedorismo social desempenha um papel extremamente importante no aperfeiçoamento da sociedade em que vivemos. Nem sempre o poder público chega em todos os locais que precisam de apoio, o que acaba contribuindo para gerar uma desigualdade assustadora.

Portanto, se você está pensando em colocar um empreendimento social no mercado, saiba que isso pode mudar a vida de uma grande quantidade de pessoas. E como foi falado anteriormente, as ações da sua empresa podem ser viabilizadas através de diversas maneiras. Afinal de contas, existem diversas formas de contribuir para diminuir os problemas ou a desigualdade, você não concorda?

O fato é: o Brasil está recheado de camadas que carecem de oportunidades de emprego, conhecimento e até mesmo de questões básicas, como saúde e educação. Sem o empreendedorismo social, uma infinidade de oportunidades deixam de ser geradas. Se você chegou até aqui, não pense duas vezes antes de tornar um empreendimento social possível, ainda mais se você é capaz de reunir os recursos necessários para isso.

E aí, o que você achou do empreendedorismo social? Caso tenha gostado desse conteúdo e queira aprender mais, basta dar um clique aqui para acessar o nosso blog, onde você vai encontrar uma série de outras informações importantes. Além disso, caso você deseje saber mais sobre a nossa empresa, basta clicar aqui.

Até mais!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Tipos de startups e como a sua empresa pode trazer novidade ao mercado

Se você está pensando em trilhar pelo mundo das startups há muitas informações essenciais que não devem passar despercebidas. Não basta apenas ter uma ideia julgada inovadora, é preciso saber se de fato ela atenderá as necessidades do mercado. Além disso, existem...

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

4 dicas de como gerenciar cada fase da sua startup

Empreender não é uma tarefa fácil, mas com as ferramentas adequadas e o conhecimento sobre como fazer a gestão do seu negócio é possível alcançar os melhores resultados. Se você deseja saber como gerenciar cada fase da sua startup, este post foi feito especialmente...

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Aceleradora de empresas: mais que uma escolha, uma necessidade

Uma aceleradora de empresas é uma organização com foco em alavancar o potencial de crescimento que um negócio possui. Esse tipo de empresa integrou o universo empreendedor há pouco tempo, mas sua relevância é imensurável. Geralmente ela é formada por empreendedores e...