Como abrir uma startup no Brasil em 7 passos inovadores

Escrito por: Cotidiano Aceleradora

1 de março de 2022

Pessoas vendo como abrir uma startup em passos promissores

Muitos empreendedores desejam saber como abrir uma startup no Brasil. O interesse em investir nesse tipo de negócio é impulsionado também pela quantidade de startups existentes e pelos resultados obtidos por elas.

Como todo projeto que nasce na mente de um empreendedor e que por enquanto só existe no papel, muitas dúvidas e inseguranças podem surgir no caminho. Afinal, é um investimento sujeito a riscos. A falta de informações relevantes e de um bom planejamento pode colocar tudo a perder.

Se você faz parte do grupo de pessoas que desejam começar uma startup no Brasil mas não sabe por onde começar, este post te ajudará compartilhando 7 passos para você concretizar os seus planos.

Boa leitura!

Como abrir uma startup: o que você precisa saber antes

Se você só ouve falar no termo e vai “no embalo” observa o sucesso de outros empresários do ramo, mas não sabe exatamente o significado da palavra, falaremos resumidamente sobre o conceito de startup.

Uma startup é uma organização com um modelo de negócio que usa da tecnologia como solução em forma de produto ou serviço para atender uma demanda específica do mercado. Seu objetivo é atuar de forma eficiente e precisa, resolvendo problemas reais no universo digital em meio a um cenário de total indefinição.

As startups operam num cenário de risco altíssimo e para diminuir o percentual de impactos estão em constante busca por investidores para fazer o negócio rodar. A aplicação viabiliza o impulsionamento do projeto, ajudando no desenvolvimento de produto cada vez mais funcional e lucrativo.

Uma startup possui modelos de negócios variados que se adequam ao segmento do qual ela faz parte. O fato da tecnologia ser uma grande aliada desse tipo de empreendimento não restringe a sua atuação em outras áreas que nada tem a ver com recurso. Veja quais são as outras áreas em que as startups estão presentes:

  • Agrotech = agricultura, pecuária e afins;
  • Edutech = educação;
  • Fintech = finanças
  • Govtech = negociação com órgãos públicos;
  • Healthtech = área da saúde;
  • Insurtech = segmento de seguros;
  • Lawtech / Legaltech = área jurídica;
  • Transportech = soluções em transporte
  • Entre outras.

Esta justificativa é importante para desfazer um mal entendido bastante comum: a associação com empresas totalmente digitais. De fato, o raciocínio faz sentido, porém há várias exceções.

Grandes empresas se destacaram no mundo das startups e fazem parte da vida de milhares de pessoas que usufruem das suas soluções diariamente, como por exemplo, Nubank e Uber.

Quais as principais características de uma startup?

Antes de saber definitivamente como abrir uma startup, saiba quais são as suas principais características. Quanto mais informações você tiver em mãos, mais dúvidas serão eliminadas, viabilizando a continuidade do projeto. Confira.

Inovação

Podemos destacar esta como sendo a principal característica de uma startup. Ela precisa sugerir uma solução totalmente inovadora para o mercado, diferente de tudo o que já foi feito.

Por isso, as startups precisam disponibilizar ao mercado soluções que atendam as necessidades do mercado e criando outros que sequer existiam ou eram pouco trabalhados.

Escalabilidade e repetição

Vamos combinar que o sonho de todas as empresas é crescer rapidamente  atingindo proporções que estavam fora da sua realidade. Melhor ainda se essa expansão ocorrer sem aumentar os custos. Parece impossível, mas não é nem um pouco. Basta que o negócio seja repetível.

Uma marca repetível é aquela que consegue entregar ao público as mesmas soluções em proporções globais, sem a necessidade de personalizar e adaptá-las aos seus clientes.

Resiliência para operar num cenário de incertezas

O surgimento de uma startup geralmente acontece numa situação nada favorável: diversos problemas e zero conhecimento sobre lidar com cada um deles. Isso justifica o fato de não saber se o produto ou serviço terá a recepção esperada pela empresa e se o projeto terá sucesso.

Baixo custo

Uma parcela significativa das startups inicia as suas atividades com o orçamento bastante limitado ou até mesmo sem dinheiro algum em caixa. 

Esses são bons motivos para desenvolver a habilidade de fazer o melhor trabalho com pouco ou nenhum recurso em mãos. Além disso, é importante analisar a situação e cortar despesas desnecessárias, revisar processos e manter no quadro somente profissionais indispensáveis para a realização do projeto.

Agilidade

Flexibilidade é uma das habilidades necessárias para quem deseja saber como abrir uma startup. É preciso organizar os processos de forma prática, ter agilidade ao tomar decisões importantes, além de ter capacidade de se adequar às constantes mudanças sofridas pelo mercado.

Menos burocracia

Burocracia e inovação são dois pontos que não cabem no mesmo lugar. E pelo perfil inovador uma startup não deve ter burocracia ou tê-la o mínimo possível. 

Se um negócio num cenário incerto, logo ele não tem muito tempo para gastar com questões burocráticas. A agilidade na resolução dos problemas deve ser imediata. Por isso, quanto menos burocracia, melhor.

Planejamento é tudo

Pelo nível de instabilidade do negócio, o empreendedor que busca aprender como abrir uma startup precisa saber que o planejamento faz toda a diferença nos resultados.

Depois, para que um produto ou serviço seja desenvolvido e resolva os problemas dos seus clientes, é necessário investir bastante em pesquisa. Conhecer verdadeiramente quem é o público, suas preferências e seus hábitos de consumo é essencial para o sucesso de uma startup.

7 passos inovadores para abrir uma startup no Brasil

Após passarmos pelo conceito e informações relevantes sobre startup é hora de conhecer 7 passos para revolucionar a abertura da sua startup no Brasil. Acompanhe a seguir.

  1. Tudo começa com uma ideia inovadora

Pode parecer repetitivo, mas se você realmente tem interesse em saber como abrir uma startup, antes de tudo é necessário que a sua ideia seja completamente inovadora, do tipo que vai chacoalhar o mercado.

negócios que faltam no Brasil com performances incríveis no exterior. Vale a pena analisar essa oportunidade e quem sabe explorá-la em sua startup.

Observe o cenário ao seu redor e perceba que há diversas possibilidades de atender às necessidades do público que você deseja atingir numa perspectiva totalmente diferente.

Para isso, é importante investir em pesquisas de marketing para identificar quem é o seu potencial cliente e se o que você está pretende oferecer é potencialmente escalável .

  1. Estude a viabilidade do negócio

Não basta que o negócio seja interessante para você e para as outras pessoas envolvidas no projeto, é preciso analisar  a sua viabilidade.

Lembre-se que a sua ideia precisa atender a critérios importantes, como por exemplo, crescer rapidamente de forma simples. Caso contrário o projeto ficará suscetível a fracassos sendo algo muito complexo e de difícil implantação.

  1. Autentique a hipótese no mercado

Qualquer produto ou serviço está sujeito a modificações diversas durante o seu processo de desenvolvimento. São ajustes necessários para que a solução atinja o mais alto nível de qualidade suficiente para atender as necessidades do público.

Para detectar as falhas e oportunidades de melhorias é necessário a realização de pesquisas de mercado e muitos testes. Após essa etapa, a startup chegará na versão final da sua solução.

  1. Compartilhe experiências

Não tenha medo de buscar e trocar informações com outros empreendedores. Essa é uma excelente oportunidade de networking e de aprender com quem já andou no mesmo caminho que você está começando a trilhar.

Ainda que estes empresários atuem em segmentos diferentes, não despreze as suas experiências, pois as dores enfrentadas e superadas são praticamente as mesmas.

  1. Peça ajuda para captação de recursos

Um dos meios mais rápidos para ajudar no crescimento da sua startup é através da captação de recursos. Ao receber um aporte financeiro você pode utilizá-lo para finalidades diversas: contratação de profissionais, aquisição de equipamentos, investimentos em marketing e publicidade, entre outras demandas.

É possível também encontrar alguns programas responsáveis por conectar empreendedores e investidores em busca de uma ideia interessante para aplicar uma boa quantia e ajudar na sua expansão.

  1. Faça uma boa gestão financeira

Por trás do sucesso de uma marca existem vários processos que garantem o seu bom funcionamento e uma performance impecável no mercado. Uma gestão financeira eficiente é fundamental para alavancar a sua startup.

Caso você não saiba como cuidar das finanças do seu negócio não hesite em contratar profissionais e empresas qualificadas para essa função.

  1. Conte com a ajuda de uma aceleradora de startups

Uma das formas mais eficientes de fazer com que a sua startup acerte desde o primeiro passo é contando com o suporte de uma aceleradora. Você sabia que essa é uma das formas de investimentos mais seguras para quem deseja abrir uma startup no Brasil?

A Cotidiano é expert no assunto e possui toda a estrutura necessária para ajudar a sua startup. Quer saber como podemos alavancar o seu negócio? Entre em contato agora mesmo conosco!

Inscreva-se no CAMP10

Artigos Relacionados

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

LTV: saiba o que é e se realmente vale a pena investir nele

Já parou para pensar quanto vale cada cliente que está na sua base? Quando falamos de valor não estamos lidando com a questão afetiva, mas de cifras. Cada um deles tem um custo e é fundamental para a empresa avaliar se os investimentos geram os resultados esperados....